segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Capítulo Dezesseis

Passaram-se dois meses Vanessa agora ostentava uma bela aliança de noiva de ouro branco na mãe direita, Zac havia voltado para o regimento, estavam procurando uma casa para morarem assim que casassem, aliás, quem casa quer casa. Agora estava grávida de 3 meses, sentada no sofá de casa zapeando canais na TV
- Droga, não está passando nada de interessante
Saiu de seus devaneios assim que escutou o celular tocar, abriu um grande sorriso ao ver quem era
- Alô capitão Efron
Zac, pelo ótimo trabalho feito fora do país passou a ser capitão
- Oi meu amor - Riu do jeito que ela havia o chamado - está tudo bem?
- Sim, mais está tedioso, já zapeei todos os canais e não achei nada para ver - Bufou
- Porque não chama as meninas?
- Já chamei, Ash está com Chris e Selena já tinha compromisso
A campainha tocou
- Sua mãe?
- Saiu, meu amor a campainha está tocando pode ser uma das garotas vou atender, amo você
- E eu, amo vocês
Vanessa sorriu e juntos desligaram o celular, Vanessa levou um susto ao abrir a porta
- Nathan?
- Ora minha querida, vim saber como está meu filho
- Você não tem filho nenhum aqui
- Claro que tenho meu bem, você carrega um filho meu
- Ah esse - Apontou para o frente - Esse filho já tem um pai, chamado Zac
- Não - Segurou forte os braços da adolescente a levando ara dentro de casa, a porta se fechou com o vento assustando Vanessa - essa criança é minha
- Não é, e me solte está me machucando
- Esse bebê é meu Vanessa
- Já disse que está me machucando
- Pouco me importa
Soltou-a com força fazendo a garota cair no chão desmaiada, e sangrando Nathan saiu correndo
- Filha cheguei - Disse Gina ao chegar animada em casa, não ouviu resposta, olhou para o chão e viu a filha caída e sangue ao redor - Oh meu Deus
Gina ligou para a emergência, logo uma ambulância chegou levando Vanessa ao hospital, Gina seguir de carro, mesmo sendo imprudente, ligou para Greg no caminho o mesmo avisou Zac do ocorrido, assim os dois também se deslocaram até o hospital
- Como ela está?
- Ainda não sei, a levaram para emergência, encontrei ela desmaiada e com snagramento
- Parente da senhorita Hudgens?
- Somos nós - Disse Greg apreensivo assim como Zac e Gina
- Está bem, e consciente, mais perdeu o bebê que esperava com a queda
- Oh meu Deus - Disse Gina
- Ela pode receber visita ?
Perguntou Zac
- Sim claro que pode, quarto 405, um por vez
- Vá você Zac, ela vai precisar
- Tem certeza coronel
- Aqui sou somente Greg
- Ok, então tudo bem se eu ir ve-la primeiro?
- Sim querido
Disse Gina.
Zac entrou no quarto, segurando a boina nas mãos
- Com licença
- Oi capitão - Sorriu
- Como se sente?
- Bem, aliviada, mais também triste
- Defina
- Me sinto bem, aliviada por saber que não carrego mais um filho de uma relação que eu não quis mais triste por saber que aquela pequena vida se foi
- Hei meu anjo, fique calma, teremos filhos, nossos - Disse sorrindo, fazendo Vanessa sorriu
- Só você para me fazer sorriu de verdade capitão
Acariciou o rosto dele, que sorriu
- Então, ainda casa comigo? Mesmo sem estar grávida
- Mais é claro, casaria com você, uma, duas, três vezes se possível
- Tem certeza, ainda é nova
- Não me importo
Puxou ele pelo pescoço dele
- Eu amo você
- Já disse que fica lindo de fardado? - Sorriu
- Umas mil vezes
Colaram os lábios num beijo cheio de ternura, amor e paixão.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Capitulo Quinze

Vanessa dirigiu até em casa desesperada, subiu para o quado jogando o exame em cima da cama, como ela poderia estar grávida? Lembrava com detalhes daquele fatídico  dia e Nathan havia usado preservativo, mais poderia ter furado. Com certeza furou.
- Vanessa? - Gritou Gina ao chegar em casa - Vanessa. filha você está ai em cima?
Gina subiu as escadas e encontrou Vanessa em posição fetal e chorando
- Filha, querida o que houve?
Vanessa nada conseguia falar, ao olhar na penteadeira da filha Gina viu o exame e viu o resultado também
 - Querida fica calma sim? Vou ligar para o Zac
- Não, ele não vai mais me querer
- Calma, vou ligar pra ele
Gina desceu as escadas correndo e ligou para Zac pedindo que o namorado na filha viesse até ali
- Que bom que veio
- Dona Gina, o que ta acontecendo?
- Sente Zac vou te explicar
Ele sentou e Gina sentou a sua frente
- Vanessa está grávida, aquele crápula engravidou ela
- Mais ele não havia usado preservativo?
- Sim, mais deve ter furado ou algo do tipo
- Meu Deus, a minha pequena
- Zac, ela está apavorada, com medo de tudo
- Eu vou subir, posso
- Claro
Zac subiu as escadas e viu a porta do quarto entreaberta entrou em silencio e encontrou Vanessa encolhida na cama
- Amor? - Chamou
Vanessa virou e viu o namorado
- Veio terminar? - Disse ela abaixando a cabeça
- Não, da onde você tirou essa ideia maluca?
- Tô grávida quem quer uma grávida de outro homem
- Hei pare com isso, não vou te deixar, vamos passar por isso juntos
- Eu te amo Zac
- Eu também te amo, sei que é cedo, estamos juntos a pouco tempo mais casa comigo? Vamos dar a essa criança uma familia? Se ele não assumi-la eu assumo
- É claro que eu aceito, mais não precisa assumir
- Faço questão
Selou o pedido com um beijo apaixonado.
-----------------------------------------------------------------------------
Um curtinho pra matar a curiosidade se o Zac iria ou não apoiar a V.
Beijos de luz no coração
Obs: Meu notebook e computador vão pra assistência técnica para formatar amanha provavelmente já estão de volta.


segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Capítulo Catorze/Quatorze

As semanas estavam se passando Vanessa estava se sentindo estranha, estava notando mudanças em seu corpo principalmente em ciclo menstrual que estava atrasada, será que Nathan a havia engravidado? Estava com medo de contar a sua e as amigas, principalmente para Zac, olhou para a mão vendo o belo anel dado pelo namorado a algumas semanas e sorriu, dali tirou forças para ir até a farmácia,
- Bom dia
- Bom dia, eu gostaria de um teste de gravidez que de praticamente 90% de certeza do resultado
- Bom minha querida, hoje dificilmente os testes de farmácia dão errado mais como voce quer um com mais precisão seria esse
- Ok, eu quero dois
A moça da farmácia passou o código e barras, Vanessa pagou em dinheiro não queria que os pais descobrissem dua suspeitas, teria que dar um jeito de esconder o resultado, aproveitou e passou em um laboratório para marcar o Beta HCG para confirmar suas suspeitas.
Ao chegar em casa Vanessa foi correndo ao banheiro, leu as instruções e viu que dois risquinhos significava positivo, viu que teria que fazer xixi na tirinha para ter o resultado, e assim fez, nas instruções dizia para esperar 5 minutos, os deixou no balcão do seu banheiro ao ver o telefone tocar e ver que era Zac
- Oi meu amor
- Oi
- Ta tudo bem?
- Sim está, e com você?
- Estou ótimo, estão meu anjo liguei para saber se não quer sair mais tarde, só dois quem sabe um cinema
- Ótimo
- Ok então, as 5:00 pm?
- As 5, estarei pronta
- Amo você
O celular de Vanessa apitou era o alarme avisando que haviam se passado os 5 minutos e ela foi até o banheiro
- Que barulho foi esse?
- O alarme do celular avisando a hora do meu remédio
Disse pegando o teste e arregalando os olhos ao ver as duas tirinhas
- Amor vou desligar te espero as 5
- OK, amo você
- Eu também, mais que tudo.
a conversa dos dois acabou por ali, Vanessa sentou na cama com os testes em mãos se sentindo sem chão.
Não sabia o que fazer, as 5 como combinado foi ao cinema com Zac,  fingiu tudo estar bem, no outro dia antes da aula foi até o laboratório tirar o sangue para o exame que ficaria pronto a tarde
- Que o teste de farmácia esteja errado
A aula para Vanessa passou rápido conseguiu despistar as amigas e ir ate o laboratório ao chegar lá seu exame estava pronto, ao abrir
- Estou perdida - Sentou no carro começando a chorar

Oi oi gente!

Gente vim aqui me explicar e porque da ausência, sério eu to com raiva porque o player de música não quer funcionar, se ai no seu computador as musicas estiveres tocando deixe nos comentarios. Eu estava trabalhando pra deixar o blog mais bonitinho para vocês tanto esse como o outro mais o player me deixou irritada, mais consegui, vocês já devem também estar de saco cheio de minhas capas terem o fundo branco né/? É que assim qualquer capa fica bem com o fundo no blog. Bom logo logo tem capitulo fresquinho para vocês. Desculpem os erros de digitação é que passei a noite em claro tentando arrumar o player de musica.
Beijo,.

sábado, 31 de dezembro de 2016

Capitulo Treze

A doutora chamou Vanessa era a sua segunda consulta e estava ansiosa para contar tudo, principalmente a volta de Zac
- Boa tarde Vanessa, como estamos?
- Estou ótima
Sorriu
- Ótimo, conte-me como foram os últimos dias
- Bom, continuei frequentando o colégio, minha amigas e família continuam me dando apoio o que está me ajudando bastante, estou evitando Nathan, até porque o assunto já se espalhou pelo Cornwell, continuo com a pílulas anticoncepcionais que o doutor receitou, inda estou na primeira cartela, e meu namorado, finalmente, chegou de viagem, vai ficar dois meses fora do exército, até tirou satisfações com Nathan – soltou uma risada -  confesso que adorei a cara de medo dele
- E como foi a chegada de seu namorado?
- Bem o Zac é “bem” – fez aspas com os dedos- mais velho que eu, tem 21 anos, e eu 16, mais temos uma relação ótima desde de pequenos a irmã dele, Ashley, é uma de minhas melhores amigas
- E coo ele reagiu com a notícia do estupro?
- Bom ele surtou, eu já esperava isso já que eu era virgem, e pretendia ter uma primeira vez especial ao lado de Zac, falando nele, ele veio comigo esta me esperando do lado de fora, se viu um belo rapaz de cabelos loiros e olhos azuis é ele – Sorriu apaixonada – Ele esta me apoiando muito também com tudo isso
- Isso é ótimo, quanto mais apoio melhor, ainda mais das pessoas que amamos
- Estou percebendo, estou cada vez me sentindo melhor doutora, como se tudo estivesse entrando nos eixos, minha formatura chegando, faculdade, Zac ao meu lado, meus pais, amigos
- Continue assim, bom encerramos por hoje
- OK, até a próxima
- Até Vanessa
A doutora abriu a porta dando passagem para Vanessa que viu Zac lendo uma revista
- Vamos? – Disse a morena
- Vamos
Disse a abraçando pela cintura, a doutora que ainda se encontrava na porta sorriu, Zac guiou Vanessa até o carro abrindo a porta para ela
- O que acha de darmos uma volta ao shopping?
- Vamos, claro
- Mais antes quer te dar uma coisa, sei que dentro do carro não é o momento apropriado, queria que te dar na formatura como presente mais não vou aguentar
Abriu o porta luvas do carro tirando uma caixinha em forma de coração, mostrando duas alianças de namoro

- Sei que é cedo, que faz só 3 meses que estamos juntos, mas queria te dar algo que simbolizasse nosso amor
- São lindas – Colocou a mão na boca
- Posso?
Disse pedindo a mão direita da namorada, que prontamente deu estendeu, e Zac colocou a aliança em seu dedo, que coube perfeitamente
 - Ficou perfeita – Disse admirando e colocando a outra na mao do namorado
- Agora sim podemos ir
Zac arrancou o carro e foram para shopping, lá foram em lojas, Zac não se preocupou nenhum pouco em gastar dinheiro com a namorada comprando tudo que ela havia gostado, assim como comprou para ele também, depois foram até o cinema, lá comprando dois baldes de pipocas e refrigerante escolhendo uma comédia romântica pra ver, depois fram para praça de alimentação
- Ach que nunca me diverti tanto – Disse Vanessa
- Eu também
- A não
- O que foi amor?
- Nathan está vindo para a nossa mesa
Zac olho para trás e viu o garoto se aproximando
- Ora, ora Vanessinha
- Nathan – Revirou os olhos
- Olá namoradinho estupido
Zac levantou pronto para dar um murro na cara de Nathan mas se controlou
- Só não te dou um murro agora porque estamos em lugar público seu ignorante, que não sabe respeitar a namorada dos outros, é assim que você faz? Sai pegando a namorada dos seus amigos e transando com elas ?
- Não, claro que não, só com a Vanessinha ela deixou
Os olhos de Vanessa se encheram de lagrimas
- Seu ogro – Xingou a morena já chorando, correndo para o banheiro
- Você não presta
- Olha só o dedinho dele com aliança
- Sim, aliança, porque eu amo aquela garota mais que tudo no mundo e ai de você se estragar o que temos – Disse dando de dedo na cara de Nathan, e saindo logo em seguida atrás de Vanessa, escutou pela porta do banheiro feminino o choro
- Meu amor, vem aqui – Disse – ele já foi
Vanessa saiu, e se jogou nos braços do amor de sua vida

- Calma ele não ira mais nos atrapalhar, vamos voltar para nossa diversão – Disse secando as lagrimas dela, que abriu um sorriso, carregando ela até playground do shopping.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Capitulo Doze

Ao chegar em casa com a irmã Zac, pegou as malas do carro, estava de férias por um bom tempo, queria curtir a família, a namorada e leva-la para viajar assim que se formasse.
- Lar doce lar
- Todos aqui sentimos a sua falta
Disse Ashley
- Eu também senti maninha - Disse abraçando a loira - Agora vou tomar um banho, tirar essa farda e por uma roupa descente
- Vai na Vanessa?
- Vou sim, quero ficar um tempo com ela, ainda mais que eu não estava aqui quando tudo aconteceu
- Ok
Sorriu, e Zac subiu as escadas, tomou um banho morno e demorado, vestiu uma roupa descente como o mesmo dizia, arrumou os cabelos e desceu
- Ashley to indo
- Ok, diz pra ela que mandei um beijo.
- Pode deixar, avisa o papai e mamãe que voltei
- Hei
- Fala
- Se eles perguntarem de você o que eu digo até porque eles não sabem de você e da Vanessa
- Conte a verdade - Sorriu fechando a porta da casa.
- Não vai dar certo - Disse Ashley falando sozinha - Esses quatro anos de diferença drão o que falar se já deu comigo e com o Chris que é 3 imagina esses dois?
No caminho para casa de Vanessa, Zac parou em uma floricultura, comprando um belo ramalhete de flores para sua pequena, teriam que contar aos pais, além dos dele, os dela também não sabiam do namoro. Ao chegar na casa da amada respirou fundo, pegou o ramalhete e saiu do carro tocando a campainha,
- Olá Zac - Cumprimentou Gina
- Olá dona Gina, a Vanessa está?
- Está sim, está no quarto logo tem consulta com a psicologa, creio que já sabe do ocorrido
- Sim já sei, posso falar com ela, trouxe um presente- Disse mostrando as flores
- Claro, suba
Zac subiu as escadas e deu três batidas na porta
- Entre
Ele abriu a porta de vagar, deixando entreaberta
- Está linda
- Amor, que surpresa boa
- Tó, para você
- São linda - Sorriu
- Hei se quiser posso te levar a psicologa
- Adoraria
- Ok então, vou descer e deixar você terminar de se ajeitar
- Ok, amo você
O beijou sorrindo
- Eu também amo você, e posso contar para sua mãe, sobre nós?
- Pode, claro que pode
- Ok então, assim terei assunto
Saiu do quarto e desceu as escadas
- Então Zac como foi em Gaza?
- Era horrível, mais graças a Deus voltamos bem, outra tropa foi mandada agora teremos nossas merecidas férias
- Imagino o quão bom deve ser estar de volta
- Falando em volta dona Gina, tenho algo a lhe contar
- Claro querido, fale
- Eu e Vanessa, estamos namorando
- Oras eu sabia que aconteceria, fico feliz por feliz
- Será que o senhor Hudgens não vai implicar, até porque temos uma diferença de idade e ele irá me treinar quando voltar, já que ficarei na base daqui, e sei que ele está vindo para cá
- Sim ele está, mais tenho certeza que não irá implicar ele adora você
- E se a senhora não se importar, posso leva-la até a psicologa?
- Claro querido assim vocês dão uma volta e passam um tempo juntos.
- Obrigado
Logo Vanessa desceu pronta, estraram no carro de Zac e foram, lá esperaram um pouco
- Vanessa - chamou a doutora Paget
- Vou ficar aqui lhe esperando
- Ok
Ela respirou fundo e entrou.
-----------------------------------------------------------------------------------------------
Mais um capitulo postado, como será a consulta da Vanessa? Veremos no proximo capitulo que já esta prontinho para ser postado, mais como estou de mudança não sei se terei internet ara publicar mais tentarei, Comentem bastante, mudei o visu do blog, porque tava muito rosa kkk, aliás mudei de todos os três, beijocas.